skip to Main Content

Hepatites – é um perigo para clientes, manicures, pedicures e podólogos ?

Compartilhe!

Descubra quais doenças em potencial podem estar à espreita ao cuidar de suas unhas

Salões de beleza, clínicas de podologia, clínicas de estética são lugares para você ser mimada e se relaxar, mas estes tratamentos de beleza podem te trazer problemas muito mais sérios do que você pode imaginar.

De acordo com um relatório da American College of Gastroenterogy (ACG), na 76º Reunião Anual Científica nos EUA, há um risco em potencial  de transmissão da hepatite através de instrumentos não descartáveis usados por manicures, pedicures até cabeleireiros – tais como lixas de unha, alicates, pau de  laranjeira, empurrador de cutícula,  tigelas ou bacias para as mãos ou pés, tesouras, navalhas. Não somente eles podem portar fungos e germes se eles não estiverem devidamente limpos e desinfetados, mas eles tem o potencial de transmitir doenças transmissíveis como a Hepatite B e C . Doença silenciosa,  mas fatal. A hepatite B não apresenta sintomas, sendo necessário fazer exame para detectá-la. Em alguns casos, pode evoluir para cirrose ou até câncer de fígado.
Dr. David A. Johnson da Escola Médica de Virgínia, EUA, apresentou no seu relatório, que a despeito de se ter necessidade de fazer mais pesquisas para se comprovar este fato, isto não desmerece o fato de se tomar medidas de se ter muito cuidado ao frequentar  estes estabelecimentos.

Você conhece o Vitta Unhas & Pés ?

26488793_s

Limpeza e desinfecção

Os requisitos de observância de limpeza e desinfecção de instrumentos ou objetos usados por um público amplo em um salão de beleza ou barbearia são muito relativos .  E o risco de transmissão de doenças infecciosas, particularmente hepatite B e C, deveria ser melhor investigado pelas autoridades de saúde de nosso país.

E mesmo que tivéssemos suficientes “regras” de desinfecção e limpeza, isto não quer necessariamente dizer que aquele determinado salão ou barbearia estão observando estas medidas.

Enquanto não tivermos leis ou regras que determinam a limpeza e desinfecção e que funcionem, Dr. Johnson recomenda que cada um de nós exija do estabelecimento o maior número possível de  equipamentos descartáveis, como lixas por ex. e toalhas desinfectadas e verificar se o salão esteriliza os equipamentos, tais como alicates e desinfeta navalhas e tesouras.

Manicures, Pedicures, Podólogos/as

Medidas simples quem podem proteger manicures, pedicures, podólogos/as e clientes:

  • Lave bem as mãos com água e sabão líquido, antes e depois de atender cada cliente.Lave as mãos por, no mínimo, 40 segundos antes e depois de atender cada cliente.
  • Use luvas descartáveis para cada cliente. Use-as apenas uma vez e troque-as ao terminar o atendimento.
  • Use materiais descartáveis: lixa para unhas e pés, palitos, protetores de plástico para cubas e bacias. Despreze os materiais descartáveis em recipientes resistentes à perfuração e com tampa.
  • Use toalhas individuais para cada cliente. As toalhas descartáveis devem ser desprezadas após o uso. As de tecido devem ser lavadas e embaladas em saco plástico individual e guardadas em local limpo, seco e arejado até serem usadas novamente. Retire a toalha da embalagem plástica na frente do cliente.
  • Esterilize seus instrumentos em autoclaves ou estufas: a esterilização é o processo que elimina todos os tipos de vírus, bactérias e fungos.
  • Utilizando uma luva de borracha, lave bacias e cubas com água e sabão líquido ou detergente após o término do atendimento de cada cliente.
  • Mantenha os móveis limpos. A desinfecção do mobiliário deve ser feita com álcool 70%, após o atendimento de cada cliente.
  • O ideal é que cada pessoa tenha seu kit. Estimule os clientes a levarem seus próprios instrumentos.

Alerta para a depilação

Para evitar a contaminação com sangue ou secreções, deve-se utilizar espátulas descartáveis, separar a cera em outro recipiente e, ao fim, jogar tudo no lixo. No ato de desencravar os pelos ou retirar as sobrancelhas, recomenda-se que a pinça seja esterilizada ou seja do próprio cliente. Veja mais detalhes no site do governo: http://www.aids.gov.br/pagina/prevenir-salao-beleza

Aproveite para mostrar seu trabalho: abra a embalagem ou a caixa com instrumentos na frente do cliente.

Vacina

Manicures, pedicures e podólogos têm direito à vacina contra a hepatite B. Ela está disponível para pessoas com maior risco de exposição à infecção, como é o caso de manicures e pedicures. Se você (ou qualquer funcionária de seu salão de beleza) ainda não se vacinou, procure uma unidade de saúde. É gratuito. E lembre-se: a pessoa só fica protegida com as 3 doses da vacina. Não existe vacina para a hepatite C.

Recomendação às clientes

    • Frequente apenas lugares onde você tem certeza que tudo é esterilizado ou desinfetado e tenha produtos descartáveis para você.
    • Fique de olho em como os profissionais limpam, desinfetam e esterilizam os equipamentos, antes deles usarem em você. Se você perceber que a higiene não é prioridade, não se arrisque. Vá embora e procure por outro salão. Leve suas unhas e seus cabelos para outro lugar!
    • De preferência compre uma necessaire com tudo o que você precisa, como alicate, lixas, empurradores de cutícula, base, lixas e até esmaltes.
    • Você conhece o Vitta Unhas & Pés® ? É um excelente creme para prevenção de micoses e outros tipos de fungos, além de ser um fortalecedor da unhas e um ótimo amaciante de calcanhares. Veja no site: www.lineavitta.com.br

 

 

Deixe uma resposta